País

Pressão de Costa a Costa? PSD ataca PS e Medina fala em "incoerência"

Loading...

Segundo Carlos Costa, o primeiro-ministro fez pressão para que Isabel dos Santos se mantivesse na administração do banco BIC.

Questionado pelo PSD sobre a alegada pressão do primeiro-ministro junto do antigo governador do Banco de Portugal para manter Isabel dos Santos no BIC, Fernando Medina acusa os sociais-democratas de incoerência. Lembra também a forma como criticaram a nomeação do atual governador, Mário Centeno.

Foi na audição da Comissão de Orçamento e Finanças, no Âmbito do Orçamento do Estado para 2023, que PS e PSD trocaram palavras acerca da polémica que envolve o antigo governador do Banco de Portugal e António Costa.

Alexandre Simões, deputado do PSD, afirmou que “é paradoxal” que o antigo Governador do banco BIC revelasse que foi pressionado por António Costa para que Isabel dos Santos se mantivesse na administração da instituição bancária.

Acrescentou que “nada disto surpreende”, uma vez que é bem conhecida a “perceção” do PS quanto à autonomia do reguladores.

Fernando Medina não perdeu tempo a responder à bancada social-democrata e acusou o PSD de ter "atacado" de "forma indigna e imprópria" a nomeação de Mário Centeno para a a governação do Banco de Portugal ".

Continuou dizendo que vê agora o partido da oposição “com o mesmo empenho a proteger as instituições e os reguladores da tentativa de intromissão permanente e regular do Governo".

Últimas Notícias
Mais Vistos