País

Chefes da urgência do Hospital de Ponta Delgada apresentam demissão

Loading...

Demissões surgem depois do mesmo ter acontecido noutros hospitais do continente.

Os cerca de dez chefes de equipa do Serviço de Urgência do Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, nos Açores, apresentaram esta quarta-feira a demissão.

De acordo com o Jornal Açoriano Oriental, os médicos garantem que não estão reunidas as condições mínimas para prestar os melhores cuidados de saúde aos utentes.

Além disso, informam também que ainda não foi conhecida a escala dos horários para o próximo mês, que começa já quinta-feira.

Estas demissões surgem depois do mesmo ter acontecido noutros hospitais do continente.

Na segunda-feira, os chefes de equipa do Serviço de Urgência Geral (SUG) do Hospital de Almada apresentaram a demissão dos cargos em protesto com a escala de dezembro, que consideram estar "abaixo dos mínimos".

Loading...

Na terça-feira, foi a vez dos chefes e subchefes das equipas do Serviço de Urgência de Medicina do Hospital Fernando Fonseca (Amadora-Sintra), que apresentaram a demissão por considerarem estar em causa a qualidade assistencial e a segurança dos utentes.

Loading...

Caso não sejam tomadas medidas, situação pode replicar-se noutros hospitais

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) alerta que caso não sejam tomadas medidas por parte do Governo, o que está a acontecer nestes hospitais irá acontecer noutros.

Loading...

Jorge Roque da Cunha avisa que “este grito de alerta da totalidade dos chefes de equipa" tem “justamente a ver a necessidade urgente de o Governo resolver” o problema de falta de recursos humanos no SNS, “bem como as reformas já previstas”.

Neste momento “há um grande número de hospitais em que as escalas estão abaixo dos mínimos” e também “há muitos hospitais em que os chefes de equipa têm alertado para estes problemas”.

“É um problema generalizado e para os médicos chegarem a este ponto quer dizer que já esgotaram toda a sua capacidade de persuasão”, alerta Roque da Cunha.