País

SIC regista tentativa de burla no MB WAY

Loading...

Homem da chamada, um suposto comprador, identificou-se como morador no Alentejo. Não regateou o preço, tinha apenas pressa para ficar com o artigo.

As burlas através do sistema de pagamento MB WAY continuam e, no ano passado, houve mais de 2.000 denúncias. Um destes casos, revelado na reportagem acima, envolveu um repórter da SIC.

Colocámos um anúncio numa plataforma de vendas online. Poucos minutos depois, recebemos uma chamada de um suposto comprador. O mesmo não regateou o preço, tinha apenas pressa em ficar com o artigo e disponibilizou-se a fazer o pagamento de imediato via MB WAY. Pediu-nos para abrir a nossa aplicação e gerar um código. Se facultássemos este código, neste caso, o burlão teria conseguido levantar 200 euros da conta do vendedor.

O homem da chamada identificou-se como morador no Alentejo.

Em 2019, a Polícia Judiciaria levou a cabo uma operação nos concelhos de Monforte e Campo Maior. Na altura, mais de 70 pessoas foram constituídos arguidos por suspeitas da autoria de burlas através da plataforma de pagamento eletrónico.

As compras e vendas online são apenas um dos métodos para extorquir dinheiro a quem não está familiarizado com a plataforma. Mensagens como esta são outra das tentativas de fraude que já levaram a PSP a emitir um comunicado.

Neste caso, os burlões fazem-se passar por filhos das vítimas e acabam por pedir uma transferência de dinheiro. Uma burla conhecida como “Olá, mãe”.

Recomendações das autoridades

A polícia apela agora a que não responda a este tipo de mensagens de números que são desconhecidos e que reporte de imediato o caso às autoridades.

Os utilizadores destas plataformas não deverão assim fornecer códigos e códigos pin ou efetuar transferências para números desconhecidos.

Neste tipo de burlas, os bancos imputam a responsabilidade aos utilizadores por fornecimento de dados pessoais indevidamente. A recuperação do valor extorquido acaba por ser, muitas vezes, impossível.

Últimas Notícias
Mais Vistos