País

Suspeito de ameaçar Marcelo tem antecedentes de criminalidade violenta

Loading...

A PJ confirmou que o homem detido por alegadamente ameaçar matar o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa já tinha sido condenado anteriormente.

A PJ deteve esta terça-feira um homem suspeito de ameaçar de morte o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. O diretor da Judiciária afirma que o homem tem antecedentes criminais associados a criminalidade violenta e que já tinha sido condenado anteriormente.

O homem terá enviado, em outubro, uma carta para a Casa Civil em que alegadamente exigia o pagamento de um milhão de euros para não matar o Presidente. Nessa carta, estaria a indicação da conta bancária para onde deveria ser feita a transferência e uma bala.

Desde então, a carta foi sujeita a perícias no Laboratório de Polícia Científica. Entretanto, foi possível identificar o suspeito e proceder à sua detenção. A PJ esclarece, em comunicado, que o homem é "suspeito da prática dos crimes de coação agravada, de extorsão na forma tentada e de detenção de arma proibida".

Suspeito é ex-militar e é considerado perigoso

Segundo o que a SIC apurou, trata-se de um ex-militar, considerado perigoso, antigo funcionário da Segurança Social e que sofre de problemas psicológicos.

Há quatro anos, ameaçou outras altas figuras do Estado: a Procuradora-geral da República, Lucília Gago, e até o próprio Luís Neves, diretor nacional da Polícia Judiciária.

Acabou condenado em 2020. Em casa, tinha uma lista com dados pessoais de magistrados, polícias e outras entidades que ameaçava divulgar caso não fossem pagos 500 mil euros.

O homem será entretanto presente a um juiz para conhecer as medidas de coação.

Em novembro, Marcelo Rebelo de Sousa desvalorizou a situação, destacando ter recebido mais "ameaças" quando tinha um programa de televisão na RTP e na TVI do que em Belém.

"Quem anda nesta vida, e eu já ando há 30 anos, tem disto, enfim, às dezenas. Acontece. Eu não dou grande importância", disse na altura.

Últimas Notícias
Mais Vistos