A Procuradora

"Rio e Cristas deram-se de bandeja para uma cataplana de António Costa"

"Rio e Cristas deram-se de bandeja para uma cataplana de António Costa"

Em análise a polémica em torno do tempo de serviço dos professores.

Na quinta-feira, a comissão parlamentar aprovou a contagem integral dos nove anos, quatro meses e dois dias de tempo de serviço congelados.

Na sexta-feira, o primeiro-ministro ameaçou apresentar a demissão do Governo se o Parlamento aprovasse em plenário as medidas aprovadas em sede de especialidade que devolvem na íntegra o tempo de serviço congelado aos professores.

"Sabemos que Costa é hábil e soube aproveitar isto da melhor forma"

Entretanto, durante o fim de semana houve um recuo à direita. Rui Rio admitiu recuar na aprovação do diploma dos professores, caso a lei não contenha uma salvaguarda financeira.

Do lado do CDS, o recuo aconteceu com o partido de Assunção Cristas a anunciar que só vai votar a favor mediante uma condição: que seja também votada uma norma que condiciona a contagem do tempo integral de serviços dos professores à situação financeira do país.

No espaço de comentário do Jornal da Noite, "A Procuradora", Manuela Moura Guedes disse que o líder do PSD e a líder do CDS "deram-se de bandeja para uma cataplana de António Costa".

  • “Falso testemunho”: o quarto episódio do “Vidas Suspensas”
    29:04