Casos de Polícia

Mãe de Valentina responde a quem a acusa de negligência

Exclusivo SIC - Hoje no Jornal da Noite

Mãe de Valentina responde a quem a acusa de negligência

Sónia Fonseca em entrevista no Jornal da Noite.

Na segunda parte da entrevista exclusiva à SIC, no Casos de Polícia do Jornal de Noite desta terça, Sónia Fonseca, mãe de Valentina fala sobre a relação que tinha com o pai da criança, e responde às criticas de quem a acusa de negligência.

Valentina desapareceu a 7 maio

Ao início da noite as autoridades receberam o alerta de que uma criança de 9 anos estava desaparecida na freguesia de Atouguia da Baleia, no concelho de Peniche (Leiria).

Nos dias seguintes, as buscas prosseguiram e a população chegou a ajudar as autoridades e procurou pela criança nas redondezas. Equipas cinotécnicas e drones sobrevoaram a zona de Atouguia da Baleia na tentativa de encontrarem alguma pisca.

Alerta sobre desaparecimento da criança tinha sido dado pelo pai

Ao quarto dia de buscas, o corpo de Valentina foi encontrado. Nesse mesmo dia, o pai e a madrasta da criança foram detidos. Eram suspeitos no envolvimento na morte da menina de 9 anos.

O alerta sobre o desaparecimento tinha sido dado pelo próprio pai que relatou às autoridades que a menina tinha saído de casa sozinha.

Pai de Valentina confessa o crime em tribunal

Ouvido no dia 13 de maio em tribunal, o pai de Valentina contou que desconfiava que a filha estaria a ser vítima de abusos sexuais, razão pela qual lhe bateu, tentando arrancar uma confissão forçada.

Sandro Bernardo negou, contudo, a intenção de matar a filha, mas admite que a menina morreu depois de ter sido agredida violentamente pelo próprio.

Também ouvido pelo juiz de instrução do Tribunal de Leiria foi o filho da madrasta, de 12 anos, que viu a menina agonizar no sofá durante horas e depois a mãe e o padrasto a transportarem a criança à noite para fora de casa. Diz que foi proibido pelo casal de contar a verdade.

Autópsia a Valentina revela lesões na cabeça e indícios de asfixia

Os resultados preliminares da autópsia ao corpo de Valentina revelaram indícios de asfixia e várias lesões no corpo da criança.

As marcas encontradas no corpo da criança terão sido provocadas por uma única agressão, ainda na manhã de quarta-feira. Contudo, ao que a SIC apurou, o corpo só foi transportado para o terreno a seis quilómetros de casa durante a noite.

Os primeiros resultados da autópsia apontam também para indícios de asfixia, uma conclusão preliminar que afasta a hipótese de acidente e dá força à suspeita de homicídio.

Valentina não estava com a mãe há dois meses

Valentina já não estava com a mãe há dois meses. Por causa do estado de emergência e do confinamento obrigatório, a criança ficou na casa do pai.

Quando Sónia Fonseca soube que a filha estava desaparecida, deslocou-se até Atouguia da Baleia para participar nas buscas e perceber o que tinha acontecido.

Foi pela televisão que a mãe de Valentina descobriu o que tinha acontecido à filha. Sónia Fonseca quebra agora o silêncio, pela primeira vez, numa entrevista exclusiva à SIC.