Saúde e Bem-estar

Beber dois a três cafés por dia pode significar uma vida mais longa

Chávena de café.
Chávena de café.
d3sign

Um novo estudo indica que beber café pode estar relacionado com uma vida mais longa.

O consumo de duas a três chávenas de café por dia poderá estar relacionado com uma vida mais longa, segundo um novo estudo publicado no European Journal of Preventive Cardiology.

A investigação, realizada com café moído, instantâneo e descafeinado, sugere também que, comparando com pessoas que evitam o café, o consumo está associado a um menor risco de doença cardiovascular.

Em comparação com quem não bebe café, existe uma probabilidade 14%, 27% e 11% menor de morte durante o período de 12,5 anos (tempo que durou o estudo) para quem consumiu café descafeinado, moído e instantâneo, respetivamente.

Os investigadores concluem assim, segundo a Sky News, que o consumo de café deve ser considerado parte de um estilo de vida saudável: "Os resultados sugerem que a ingestão leve a moderada de café moído, instantâneo e descafeinado deve ser considerada parte de um estilo de vida saudável".

O autor do estudo, Peter Kistler, do Baker Heart and Diabetes Research Institute, na Austrália, explica que a cafeína é o constituinte mais conhecido do café, mas a bebida contém mais de 100 componentes biologicamente ativos.

"É provável que os compostos sem cafeína tenham sido responsáveis ​​pelas relações positivas observadas entre o consumo de café, doenças cardiovasculares e sobrevivência."

O estudo teve em conta as ligações entre diferentes tipos de café e ritmos cardíacos, doenças cardiovasculares e morte. Um questionário onde era perguntado quantos e tipos de cafés que eram consumidos foi respondido por mais de 449.000 pessoas.

Com base nas respostas foram divididas em seis categorias: nenhum café por dia; menos de um; um; dois a três; quatro a cinco; ou mais de cinco.

Durante o tempo em que o estudo decorreu (12,5 anos), morreram 27.809 (6,2%) das pessoas que responderam ao inquérito. Embora todos os tipos de café tenham sido associados à redução de doenças cardiovasculares, o menor risco foi observado naqueles que bebiam três chávenas por dia.

Últimas Notícias
Mais Vistos