Cultura

Quadro de Gustav Klimt atacado por ativistas pelo clima

Quadro de Gustav Klimt atacado por ativistas pelo clima
Twitter Letzte Generation Österreich
Desta vez, o alvo estava exposto no Museu Leopold de Viena. E, claro, são vários os vídeos já a circular na internet.

Na Áustria, mais concretamente em Viena, um grupo de ativistas pelo clima despejou um líquido preto sobre o quadro “Morte e Vida” do pintor austríaco Gustav Klimt

Aconteceu no Museu Leopold de Viena. Um membro do grupo foi detido de imediato pelo segurança do museu.

Apesar de a obra estar protegida por um vidro, os restauradores ainda estão a analisar se foi danificada.

Nos últimos meses, por toda a Europa, foram atacadas várias obras em protestos contra a falta de ação por mudanças climáticas.

A vítima mais recente: Andy Warhol

Antes do ataque à obra de Klimt, a última vítima do protesto dos ativista foi a "Campbell Soup" de Andy Warhol.

Os ativistas ambientais colaram-se à obra depois de a terem grafitado, sem a danificarem, adiantou a Galeria responsável pela obra de arte.

O protesto foi liderado pelo grupo “Stop Fossil Fuel Subsidies”, que pretende que o Governo australiano termine com o apoio à indústrias petrolíferas.

Últimas Notícias
Mais Vistos