Desporto

Casas de Bruno Lage, Pizzi e Rafa vandalizadas

Incidente surge após o autocarro da equipa do Benfica ter sido apedrejado.

As casas do treinador, Bruno Lage, e dos jogadores do Benfica, Pizzi e Rafa, foram grafitadas com ameaças na noite de quinta-feira, após o empate da equipa por 0-0 com o Tondela, no regresso da Primeira Liga.

A PSP está a investigar o caso.

​​​​​​​

Este incidente surge após o autocarro da equipa do Benfica ter sido apedrejado, na quinta-feira à noite, à saída da A2, quando se dirigia para o centro de estágios do clube, no Seixal.

As imagens dos danos provocados no autocarro do Benfica

Os jogadores Weigl e Zivkovic foram transportados para um hospital de Lisboa, por terem sido atingidos com estilhaços.

Em comunicado, o clube da Luz confirmou que o autocarro foi alvo de um "criminoso apedrejamento" e confirmou que os dois futebolistas foram conduzidos ao hospital para "serem observados, na sequência dos estilhaços que os atingiram".

  • Medo, solidão e falta de afetos: como a pandemia lhes mudou a vida

    Coronavírus

    No Dia Internacional do Idoso, contamos a história de duas pessoas que têm em comum a solidão. A de Zulmira Marques, de 92 anos. Há 6 meses era alegre e passeava com as amigas quase todos os dias. Depois veio a pandemia e ficou “completamente sozinha” durante três meses. Agora não quer sair de casa. Tem vários medos. A outra é a de Maria do Céu. Morreu em junho, aos 87 anos. Os últimos dias de vida foram passados numa cama de hospital. Não pôde despedir-se das duas filhas.

    Rita Rogado