Desporto

Nélson Veríssimo dá as boas-vindas a Jorge Jesus

Nélson Veríssimo dá as boas-vindas a Jorge Jesus

Treinador interino do Benfica deseja sucesso ao técnico português que vai treinar o clube na Luz na próxima época.

O treinador interino do Benfica, Nelson Veríssimo, deu hoje as boas-vindas e desejou sucesso a Jorge Jesus, técnico que irá assumir o comando do futebol encarnado na próxima temporada, conforme foi anunciado na sexta-feira pelo clube da Luz.

O tema do regresso do antigo treinador do Benfica ao clube no qual conquistou três campeonatos nacionais marcou a conferência de imprensa de lançamento da partida com o Desportivo das Aves, da 33.ª jornada da I Liga, com o técnico encarregado de fazer a transição entre Bruno Lage e o ex-treinador do Flamengo a garantir que a novidade não afetou a atitude dos jogadores.

"Antes de mais, dar-lhe as boas-vindas a uma casa que conhece bem, pois o sucesso dele será o de todos os benfiquistas. Quanto aos jogadores, a partir do momento em que a notícia se tornou oficial, não notei qualquer diferença [na atitude e empenho nos treinos] , nem o esperava", garantiu Nelson Veríssimo.

O técnico que vai orientar a equipa até à final da Taça de Portugal, frente ao FC Porto, revelou ainda que continua a desconhecer o seu futuro no clube, apesar da anunciada contratação de Jesus, mas assegurou que isso "de momento, não é o mais importante" e que as coisas "serão faladas" no devido tempo.

Nesse sentido, voltou a falar do "espírito de missão" com que encarou esta etapa da carreira, na qual lhe foi pedido que assegurasse o comando da equipa encarnada no período entre a saída do seu antecessor, Bruno Lage, e a chegada do novo treinador, Jorge Jesus, à qual o grupo tem reagido "de forma natural".

"Daquilo que foi a nossa perceção [da equipa técnica] relativamente ao dia a dia e empenho dos jogadores, não notámos qualquer diferença. Obviamente que têm essa perceção [das mudanças que a chegada de Jesus poderá implicar] , mas naquilo que são as dinâmicas, não notei nada de diferente", garantiu Veríssimo.