Desporto

Cristiano Ronaldo advertido pela polícia após incidente com telemóvel de jovem adepto

Cristiano Ronaldo advertido pela polícia após incidente com telemóvel de jovem adepto
Visionhaus
O caso remonta a 9 de abril.

Cristiano Ronaldo foi advertido pelas autoridades britânicas por ter lançado para o chão o telemóvel de um jovem adepto, enquanto saía do relvado. A ocorrência remonta a abril deste ano, num jogo entre o Manchester United e o Everton.

A advertência policial é habitualmente aplicada em casos menos graves, em que não se justifica acusar formalmente a pessoa. Para evitar o julgamento, embora o crime seja inscrito no seu registo criminal, o admoestado terá de admitir que cometeu a infração, agilizando o processo judicial.

"Podemos confirmar que um homem de 37 anos se apresentou voluntariamente e foi entrevistado relativamente à alegação de uma agressão e dano criminoso. A alegação diz respeito a um incidente após o Manchester United-Everton, disputado em Goodison Park, no sábado 9 de abril", lê-se num comunicado divulgado pela polícia de Merseyside. "A situação ficou resolvida com uma advertência condicional".

Jake Harding, de 14 anos, observou a insatisfação de Cristiano Ronaldo, quando agarrou no telemóvel do jovem e o lançou ao chão, enquanto se dirigia para o intervalo do jogo do Manchester United frente ao Everton.

O que o jogador português não sabia era que Jake é autista e também tem dispraxia, por isso, "não digeriu bem o que estava a acontecer até voltar a casa", disse a mãe, Sarah Kelly, em declarações ao "Liverpool Echo". Para além disso, o jovem de 14 anos "está muito incomodado e [o que aconteceu] desmotivou-o por completo de voltar a ver um jogo".

Cristiano Ronaldo pediu desculpa pelo sucedido e convidou o jovem a assistir a um jogo do Manchester United, "como sinal de fair-play e desportivismo".

Últimas Notícias