Desporto

Solução para o futuro do Manchester United pode passar por David Beckham

Solução para o futuro do Manchester United pode passar por David Beckham
Antigo craque inglês pode vir a tornar-se peça-chave na venda do histórico do futebol inglês.

David Beckham está disponível para se associar a um possível comprador do Manchester United, revela o jornal britânico Financal Times. O envolvimento da antiga estrela do clube pode aumentar as probabilidades de potenciais investidores adquirirem o emblema britânico.

O anúncio de que os donos do United estudam “explorar alternativas estratégicas” foi feito esta terça-feira, um dia após a rescisão de contrato de Cristiano Ronaldo.

Segundo fontes citadas pelo Financial Times (FT), a família Glazer - que detém o clube - espera arrecadar cerca de sete mil milhões de euros com a venda, valor demasiado elevado na opinião de especialistas em finanças, que até apontam os quatro mil milhões como um valor excessivo para a negócio, dada a atual situação económica dos “red devils”.

David Beckham está agora disposto a conversar com potenciais interessados no negócio, de forma a participar de alguma forma nas negociações. O FT esclarece que sozinho, o antigo atleta não tem capacidade financeira para adquirir o clube, daí estar interessado em juntar-se a um investidor.

O ex-capitão da seleção inglesa poderá revelar-se uma peça-chave no negócio, visto que é uma lenda do United e é bastante acarinhado em Old Trafford.

Aliás, não é a primeira vez que Beckham é associado a este negócio. No passado vários investidores interessados no Manchester United abordaram o antigo craque, tendo em vista a sua colaboração nas negociações e também como co-investidor.

Potenciais compradores

Jim Ratcliffe, o multimilionário dono da Ineos uma empresa do setor da indústria química, já tinha demonstrado interesse no clube e pode agora voltar a fazê-lo.

As dupla de investidores norte-americanos Josh Harris e David Blitzer e Stephen Pagliuca e Larry Tanenbaum aparecem também como potenciais interessados, uma vez que ainda este ano fizeram ofertas de forma a adquirirem o Chelsea, que acabou por ser vendido a Todd Boehly e à Clearklake Capital por 2.5 mil milhões de dólares (2.4 mil milhões de euros).

Últimas Notícias
Mais Vistos