Economia

Ministro queria levar plano de reestruturação da TAP à AR, mas Costa não autorizou

PSD vai ser o último partido a ser recebido por Pedro Nuno Santos na ronda de reuniões.

O Governo avisa que a TAP acaba se este plano não for aplicado, mas a oposição diz que há alternativa.

O primeiro-ministro, António Costa, garante que plano de reestruturação da TAP não vai ser debatido e votado no Parlamento.

O Ministro das Infraestruturas queria levar o documento a votos. No entanto, o chefe do Governo contrariou a decisão de Pedro Nuno Santos.

A intenção do plano ir a votos foi avançada no domingo pelo comentador Luís Marques Mendes e confirmada pela SIC junto de um membro do Governo, mas afinal a intenção caiu por terra. Rui Rio é a favor da decisão porque diz que seria abrir um grave precedente.

O PSD vai ser o último partido a ser recebido por Pedro Nuno Santos na ronda de reuniões que o ministro promoveu para explicar aos partidos como será o futuro da companhia aérea.