Economia

Nova CEO da TAP destaca importância de dar continuidade à reestruturação

A nova Comissão Executiva da TAP SGPS para o quadriénio 2021-2024 será liderada por Christine Ourmières-Widener.

A nova presidente da Comissão Executiva (CEO) da TAP, Christine Ourmières-Widener, que hoje inicia funções, disse estar "ciente" dos desafios e acreditar na importância de dar continuidade ao plano de reestruturação.

"Estou bem ciente de que a covid-19 tem sido e continuará a ser um desafio para a nossa indústria, que o último ano foi particularmente difícil para a TAP e para os seus trabalhadores, e que estamos a viver um momento crucial para a TAP, que vamos superar juntos, tal como outros desafios do passado. É por isso que acredito ser muito importante darmos continuidade à estratégia geral e à implementação do plano de reestruturação", afirmou a responsável, numa mensagem de vídeo aos trabalhadores, a que a Lusa teve acesso.

Christine Ourmières-Widener, engenheira aeronáutica de formação, assumiu-se como uma "apaixonada pela indústria da aviação", na qual entrou há 30 anos.

No vídeo, Christine Ourmières-Widener garantiu que a Comissão Executiva ira "comunicar com mais pormenor, nos próximos meses, as diferentes etapas" do plano de reestruturação.

"Tenho consciência de que existem muitos desafios no plano de reestruturação. Existem dificuldades, mas também muitas oportunidades no nosso caminho, durante os próximos anos", afirmou.

A nova CEO disse que, além da implementação do plano, que é a principal prioridade, assumirá também um "forte compromisso" com os clientes, parceiros, 'stakeholders' (interessados ou intervenientes), acionistas e trabalhadores.

"Iremos emergir mais fortes, com um fortíssimo foco nos nossos clientes, uma ânsia incisiva de abraçar desafios e de executar mudanças e inovações, um respeito e envolvimento de todos os 'stakeholders', com uma visão partilhada de um negócio renovado e de sucesso, o orgulho de Portugal, e, claro, uma vontade de tomar decisões arrojadas", acrescentou.

Em comunicado divulgado na noite de quinta-feira, a TAP comunicou à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) que a eleição dos elementos dos órgãos e corpos sociais para o quadriénio 2021-2024 foi aprovada em assembleia-geral.

Assim, Manuel Beja, licenciado em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão e com experiência na área de tecnologias de informação, sucede a Miguel Frasquilho como presidente do Conselho de Administração da transportadora aérea.

Também passaram a fazer parte deste órgão Christine Ourmieres-Widener, Ramiro Sequeira, Alexandra Reis, João Gameiro, José Manuel Silva Rodrigues, Silvia Mosquera González, Patrício Ramos Castro, Ana Teresa Lehmann, Gonçalo Monteiro Pires e João Pedro da Conceição Duarte.

A nova Comissão Executiva da TAP SGPS para o quadriénio 2021-2024 será liderada por Christine Ourmières-Widener.

Foi também designada na TAP Air Portugal a Comissão de Monitorização dos Auxílios de Estado para o quadriénio 2021-2024, presidida por Patrício Ramos Castro e tendo como vogais Christine Ourmières-Widener e João Weber Ramos dos Reis Gameiro.

O novo presidente do Conselho de Administração da TAP, Manuel Beja, disse aos trabalhadores que vai procurar "conciliar as aspirações de todas as partes interessadas" e criar condições para a Comissão Executiva levar a TAP a um "futuro sustentável".

Já o Ministério das Infraestruturas e da Habitação destacou hoje que a gestão da TAP entrou numa "nova fase".

"Com a realização da assembleia-geral da TAP SGPS, a companhia aérea deu mais um passo decisivo no caminho que todos esperamos que seja o da sua recuperação", lê-se numa nota do gabinete do Ministério das Infraestruturas e da Habitação.