Economia

Taxa de inflação na zona euro tem novo máximo e chega aos 10,7%

Taxa de inflação na zona euro tem novo máximo e chega aos 10,7%
Canva

A taxa de inflação na zona euro tem vindo a acelerar desde junho de 2021, principalmente devido à subida dos preços da energia.

A taxa de inflação anual na zona euro voltou a bater recorde este mês, chegando aos 10,7% em outubro após 9,9% no mês passado, segundo uma estimativa hoje publicada pelo gabinete estatístico da União Europeia (UE), o Eurostat.

Os dados provisórios do Eurostat revelam um novo máximo, que já tinha sido quebrado no mês de setembro, com 9,9% de taxa de inflação anual, percentagem agora ultrapassada com 10,7% em outubro.

Em Portugal, a inflação este mês ficou ligeiramente abaixo da média europeia, com 10,6%.

No conjunto da zona euro, a principal componente a “puxar” por esta subida da inflação em outubro foi, à semelhança dos últimos meses:

  • Energia (41,9%, contra 40,7% em setembro);
  • Alimentação, álcool e tabaco (13,1%, contra 11,8% em setembro);
  • Bens industriais não energéticos (6,0%, contra 5,5% em setembro);
  • Serviços (4,4%, contra 4,3% em setembro).

A taxa de inflação na zona euro tem vindo a acelerar desde junho de 2021, principalmente devido à subida dos preços da energia, e a atingir valores recorde desde novembro de 2021.

Últimas Notícias
Mais Vistos