Economia

TAP vai pedir auditoria externa a indemnizações pagas a administradores e trabalhadores

TAP vai pedir auditoria externa a indemnizações pagas a administradores e trabalhadores
Armando Franca/AP

Depois do anúncio do Tribunal de Contas, de que vai avançar com uma auditoria à TAP, a companhia aérea revelou uma informação importante.

Ainda há pormenores por fechar, mas é certo que a TAP vai pedir uma auditoria externa ao pagamento de indemnizações a trabalhadores e administradores.

Ao que a SIC Notícias apurou ainda não está, porém, definida a janela temporal sobre a qual vai incidir essa análise, bem como qual a empresa escolhida para fazer a radiografia à companhia aérea.

Terá esta ação uma relação com o polémico caso da indemnização de 500 mil euros paga à ex-secretária de Estado, Alexandra Reis? À SIC Notícias fonte da empresa não quis estabelecer essa relação.

A verdade é que, este exame ao pagamento de indemnizações surge depois do pagamento de meio milhão à gestora que saiu da TAP para a NAV e daí para o Ministério das Finanças.

TAP alvo não de uma mas duas auditorias

Esta semana, na véspera da ida da CEO da TAP ao Parlamento, o presidente do Tribunal de Contas (TdC), José Tavares, anunciou precisamente na Assembleia da República que a instituição vai avançar com uma auditoria à TAP, após as notícias vindas a público sobre a companhia aérea.

"Temos também prevista uma auditoria à TAP", disse hoje José Tavares, numa audição na Comissão de Orçamento e Finanças, no Parlamento.

José Tavares realçou que perante polémicas o TdC tende a manter-se à margem, mas "acompanha, vê, ouve e lê", estando prevista a ação no plano da instituição.

O caso da indemnização de meio milhão de euros paga à antiga secretária de Estado Alexandra Reis, pela saída antecipada da administração da TAP, levou à demissão do ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, e a uma remodelação no Governo.

Está atualmente a decorrer também uma auditoria da Inspeção-Geral das Finanças (IGF) sobre a polémica da TAP, que o ministro das Finanças, Fernando Medina, indicou esta terça-feira que será tornada pública quando concluída.