Assalto em Tancos

Major da Polícia Judiciária Militar garante ter cumprido ordens no caso Tancos

Major da Polícia Judiciária Militar garante ter cumprido ordens no caso Tancos

Pinto da Costa está neste momento suspenso de funções.

Foi hoje interrogado pelo Ministério Público o Major da PJ Militar Pinto da Costa, um dos arguidos do caso do roubo das armas em Tancos, que afirmou ter apenas cumprido ordens superiores relativamente ao desaparecimento do material.

Ricardo Serrano Vieira, advogado do Major, diz que os novos "informações", apresentados hoje no interrogatório pelo Ministério Público, em nada "alteram a posição" de Pinto da Costa "no processo".