Eleições Autárquicas

PAN elogia CNE por alerta a António Costa sobre "dever de neutralidade"

Inês de Sousa Real visitou esta sexta-feira o concelho de Oeiras.

O PAN congratula-se com a CNE por ter alertado António Costa para o "dever de neutralidade" durante a campanha, a propósito do Plano de Recuperação e Resiliência.

A líder do PAN, Inês de Sousa Real, andou esta sexta-feira por um dos concelhos onde é mais difícil conquistar votos, em Oeiras, e visitou o Centro de saúde e um Equipamento Social que dá apoio a pessoas com paralisia cerebral.

O aviso da Comissão Nacional de Eleições a António Costa deu força à número um do PAN neste território.

"Evidentemente, poderá e deverá intervir nestas circunstâncias, agora, tem é de facto que haver esta equidistância. É normal e natural que todos nós falemos do Plano de Recuperação e Resiliência, mas não pode servir como arma política para capturar ou ganhar autarquias, porque, acima de tudo, tem de ser o trabalho e os programas políticos de cada um que fazem com que os cidadãos vão às urnas e votem", disse a líder do PAN.

O PAN foi ao encontro de 51 utentes que, com a pandemia, sofreram ainda mais com o isolamento.

Agora, estão todos vacinados, mas, se precisarem de reforços, diz o PAN que ainda é cedo para encerrar os centros de vacinação.

"Não nos parece que seja inteiramente justo fazer recair sobre os centros de saúde essa responsabilidade, porque, efetivamente, há deficiências, do ponto de vista estrutural e de recursos humanos, que são muito difíceis de suprir", acrescenta.

A líder do PAN visitou ainda o Centro de Saúde de Oeiras, que possui um banco de leite materno, um exemplo para o partido e uma ideia que o PAN quer replicar.

Há um ano apresentou a proposta, no Orçamento de Estado, sem conseguir aprovação.

Veja também: