Cimeira do Clima

Lula deverá propor candidatura do Brasil a uma das próximas conferências do clima

Correspondente SIC

Loading...

Presidente eleito do Brasil prometeu parar a desflorestação na Amazónia.

O Presidente eleito do Brasil, Lula da Silva, está a caminho do Egipto, para participar da Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas.

É a sua primeira viagem oficial desde que venceu as eleições. Mesmo sem ocupar oficialmente o Palácio do Planalto, Lula da Silva viaja como convidado especial do evento que reúne líderes internacionais. Antes de embarcar, o presidente já em atividade como Governo de transição, divulgou nas redes sociais a mensagem de que o combate às mudanças climáticas deve ser um compromisso do Estado brasileiro.

A ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, disse que o Brasil vai intensificar a proteção da Amazônia, sem condicionar suas ações à ajuda internacional.

A ambientalista reforçou que as políticas de combate às mudanças climáticas serão uma prioridade estratégica no Brasil após quatro anos do governo Bolsonaro, marcados por um aumento acentuado da desflorestação e queimadas na maior floresta tropical do planeta. O atual governo, derrotado nas urnas no último dia 30, será representado por ministros.

Bolsonaro nunca participou numa conferência do clima e no primeiro ano de Governo chegou a cancelar um evento sobre mudanças climáticas que estava marcado para o Brasil.

Lula deve apresentar o convite para que uma das próximas conferências climáticas, possivelmente a de 2025, seja realizada no Brasil e anunciar compromissos para tentar retomar parcerias na proteção da Amazónia.

A expectativa é que um dos países estratégicos na causa ambiental volte a ter protagonismo no combate às mudanças climáticas.

Últimas Notícias
Mais Vistos