Confrontos no Irão

Presidente do Irão acusa Ocidente de manipular protestos contra o Governo

Presidente do Irão acusa Ocidente de manipular protestos contra o Governo
BULENT KILIC

O líder iraniano afirma que as manifestações pela morte de Amini estão a ser instrumentalizados.

O Presidente iraniano, Ebrahim Raissi, acusou este domingo os "inimigos" do Irão de "conspiração" contra o país, dizendo que falharam ao tentar manipular os protestos contra o Governo pela morte de Mahsa Amini.

"Enquanto a República Islâmica ia superando os problemas económicos, para se tornar mais ativa na região e no mundo, os inimigos entraram em jogo com a intenção de isolar o país. Mas falharam nessa conspiração", disse o líder iraniano, num comunicado.

Para o líder iraniano, as manifestações contra o Governo -- protestando pela morte de Amini -- estão a ser instrumentalizados pelo Ocidente, em particular pelos Estados Unidos, para fragilizar o regime de Teerão.

O Irão está a ser abalado por uma vaga de protestos após a morte de Masha Amini, de 22 anos, em 16 de setembro, três dias após ter sido detida pela polícia moral por ter infringido o estrito código sobre o uso de vestuário feminino previsto nas leis da República islâmica, em particular o uso do véu.

As manifestações estão a ser reprimidas com violência pelas forças de segurança iranianas que, de acordo com várias organizações não governamentais, já mataram 92 pessoas desde meados de setembro.

A morte da jovem motivou também manifestações de protesto em muitos países, incluindo Portugal. O Parlamento iraniano reuniu-se este domingo, numa sessão à porta fechada, para discutir a onda de protestos no país, noticiou a agência oficial Irna.

Últimas Notícias
Mais Vistos