Coronavírus

Bélgica confirma primeiro caso de coronavírus

FRENCH DEFENSE MINISTRY HANDOUT

O paciente infetado está de boa saúde e não mostra sintomas de doença.

Especial Coronavírus

As autoridades da Bélgica confirmaram esta terça-feira o primeiro caso no país do novo coronavírus (2019-nCoV) numa pessoa que foi repatriada da cidade chinesa de Wuhan, foco de um surto da doença, que já matou 426 pessoas.

O Ministério da Saúde belga divulgou esta terça-feira que a pessoa está com boa saúde e não mostra qualquer sintoma da doença.

Esta pessoa estava entre nove belgas repatriados de Wuhan, China, que ocorreu neste fim de semana.

O paciente infetado foi levado para um hospital especial para mais cuidados, enquanto os outros repatriados permanecem sob observação.

A China elevou esta terça-feira para 426 mortos e mais de 20.400 infetados o balanço do surto de pneumonia provocado por um novo coronavírus (2019-nCoV) detetado em dezembro passado, em Wuhan, capital da província de Hubei (centro), colocada sob quarentena.

A primeira pessoa a morrer por causa do novo coronavírus fora da China foi um cidadão chinês nas Filipinas.

Além do território continental da China e das regiões chinesas de Macau e Hong Kong, há mais casos de infeção confirmados em mais de 20 outros países.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou na quinta-feira uma situação de emergência de saúde pública de âmbito internacional, o que pressupõe a adoção de medidas de prevenção e coordenação à escala mundial.


Veja também: