Coronavírus

Centros comerciais "preparados para cumprir" restrições de acesso

Soe Zeya Tun

Restrições de acesso entrem em vigor esta segunda-feira.

Especial Coronavírus

A Associação Portuguesa de Centros Comerciais (APCC) garantiu este domingo, em comunicado, que as superfícies que representa estão preparadas "para cumprir" as restrições de acesso em vigor a partir de segunda-feira, para fazer face à propagação do novo coronavírus.

Na sequência da publicação da portaria n.º 71/2020, referente a "Restrições no acesso e na afetação dos espaços nos estabelecimentos comerciais e nos de restauração ou de bebidas", a APCC, através do seu presidente, António Sampaio de Matos, assegura "que os seus associados estão preparados para cumprir" as novas regras, entre as quais o limite máximo de ocupação de quatro pessoas por cada 100 metros quadrados de área destinada ao público.

A APCC diz que os seus associados - atualmente 94 conjuntos comerciais -- "têm acompanhado com preocupação os desenvolvimentos desde surto epidemiológico e compreendem a apreensão dos diversos lojistas e seus colaboradores, bem como os pedidos manifestados para o encerramento dos centros".

A associação informa que tem "um canal de comunicação direto e permanente com a Direção-Geral da Saúde (DGS)" e que os seus associados têm posto em prática todas as medidas decretadas pelas autoridades para fazer face à propagação do novo coronavírus, responsável pela pandemia de Covid-19.