Coronavírus

Covid-19: O que preocupa as grávidas?

Covid-19: O que preocupa as grávidas?

Não são um grupo de risco mas têm medo de ser infetadas e de infetarem os recém-nascidos.

Especial Coronavírus

Há muitas questões que preocupam agora as grávidas que não sendo um grupo de risco, têm medo de ser infetadas.

Durante a pandemia nasceram vários bebés nos países afetados pelo novo coronavírus. Em Portugal há registo de um caso, no hospital de São João, no Porto. Nasceu o primeiro bebé filho de uma mulher infetada com o novo coronavírus. O primeiro teste realizado ao bebé deu negativo, dentro de 72h irá repetir a análise.

Nesta reportagem poderá conhecer o caso de Raquel Rosado, tem 35 anos e está grávida de 5 meses. É médica de medicina interna e está há duas semanas em casa em quarentena voluntária. Além da higiene recomendada a todos, adotou ainda outros cuidados.

AS RECOMENDAÇÕES PARA GRÁVIDAS

O Núcleo de Estudos de Medicina Obstétrica apelou esta segunda-feira às grávidas para não se deslocarem aos hospitais, exceto em caso de urgência, e para os médicos da especialidade realizarem teleconsulta em vez de consulta presencial.

Para evitar o risco de infeção pelo novo coronavírus (SARS-Cov-2) em grávida, o Núcleo de Estudos de Medicina Obstétrica (NEMO) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) emitiu várias recomendações.

Segundo os especialistas em obstetrícia, as grávidas devem evitar dirigir-se aos centros hospitalares, exceto se estritamente necessário.

Veja também: