Coronavírus

Quarta pessoa com Covid-19 curada em Portugal

Estava internado no Centro Hospitalar Universitário de Coimbra.

Especial Coronavírus

A Câmara de Águeda confirmou hoje que o primeiro munícipe que foi infetado com o novo coronavírus já teve alta hospitalar, tornando-se assim no quarto doente de Covid-19 recuperado no país.

"O primeiro doente acaba de ter alta do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, regressando a casa, onde irá ficar em isolamento por mais 14 dias", refere uma nota publicada no 'site' da Câmara.

A autarquia felicita o jovem, que se tornou assim no quarto caso de doente recuperado no país, desejando que tenha um restabelecimento total da sua saúde.

Na mesma nota, a Câmara informa que há no concelho três pessoas diagnosticadas com o Covid-19 e "dezenas de pessoas" a aguardar resultados laboratoriais.

Entre os casos suspeitos, segundo a autarquia, está o de uma criança que foi atendida no Centro de Saúde de Recardães e que foi, logo de seguida, encaminhada para teste de despiste da doença.

"Este fato levou ao encerramento desta unidade de saúde, por isolamento preventivo e para preservação tanto dos profissionais de saúde como dos utentes", adianta a Câmara.

O presidente da Câmara, Jorge Almeida, avançou ainda que a autarquia está a dotar o Centro de Saúde de Águeda de todos os equipamentos e recursos necessários para que seja "um centro por excelência Covid-19, acolhendo os doentes suspeitos de terem contraído o Coronavírus, sem riscos para as equipas de saúde e para as pessoas".

Entretanto, o Agrupamento de Centros de Saúde (ACeS) do Baixo Vouga decidiu encerrar a Unidade de Saúde Familiar (USF) de Travassô, devido à falta de recursos humanos anteriores ao Plano de Contingência Covid-19, sendo que a equipa em serviço nesta unidade passará a reforçar a unidade de Recardães.

A Câmara de Águeda lançou um 'microsite' sobre o Covid-19, onde é possível aceder a informação relativa ao novo Coronavírus referente ao concelho.

SIGA AQUI AO MINUTO TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19

Os números do coronavírus

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou quarta-feira o número de casos confirmados de infeção para 642, mais 194 do que na terça-feira. O número de mortos no país subiu para dois.

Dos casos confirmados, 553 estão a recuperar em casa e 89 estão internados, 20 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI). O boletim divulgado pela DGS assinala 5.067 casos suspeitos até quarta-feira, dos quais 351 aguardavam resultado laboratorial.

Das pessoas infetadas em Portugal, três recuperaram. De acordo com o boletim, há 6.852 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.Atualmente, há 24 cadeias de transmissão ativas em Portugal, mais cinco do que na terça-feira.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, reuniu esta quarta-feira o Conselho de Estado, para discutir a eventual decisão de decretar o estado de emergência.

Portugal está em estado de alerta desde sexta-feira, e o Governo colocou os meios de proteção civil e as forças e serviços de segurança em prontidão. Entre as medidas para conter a pandemia, o Governo suspendeu as atividades letivas presenciais em todas as escolas desde segunda-feira e impôs restrições em estabelecimentos comerciais e transportes, entre outras.

O Governo também anunciou o controlo de fronteiras terrestres com Espanha, passando a existir nove pontos de passagem e exclusivamente destinados para transporte de mercadorias e trabalhadores que tenham de se deslocar por razões profissionais. O Governo declarou hoje o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Veja também:

  • 0:43