Coronavírus

Dois mil profissionais de saúde testam imunidade ao novo coronavírus

Dois mil profissionais de saúde testam imunidade ao novo coronavírus

Nuno Fróis

Nuno Fróis

Repórter de Imagem

Rui Rocha

Rui Rocha

Editor de Imagem

A Fundação Champalimaud e a Instituto Gulbenkian da Ciência vão realizar testes serológicos a médicos, enfermeiros e assistentes operacionais.

Especial Coronavírus

São os únicos que têm contacto com os doentes Covid internados nos hospitais e são por isso quem está mais exposto ao vírus. No hospital Santa Maria, por exemplo, 80 funcionários testaram positivo para o novo coronavírus e no hospital Fernando Fonseca foram 60.

Mas isso não quer dizer que tenham sido os únicos a ter contacto com o vírus. É para perceber quem já esteve infetado e não sabe porque não teve sintomas, que a Fundação Champalimaud vai testar a imunidade de 700 profissionais de saúde do hospital Santa Maria, em Lisboa, e do hospital de Santo António, no Porto. Não são testes de diagnóstico mas permitem perceber se a pessoa já foi infetada e se desenvolveu defesas contra o vírus.

Também o Instituto Gulbenkian da Ciência vai testar 1000 médicos, enfermeiros e assistentes operacionais dos hospitais Egas Moniz, Santa Cruz, São Francisco Xavier e Fernando Fonseca. Os profissionais de saúde vão ser acompanhados de três em três semanas durante pelo menos três meses.

ACOMPANHE AQUI AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

ESPECIAL CORONAVÍRUS