Coronavírus

Governo prepara reserva estratégica de equipamentos de combate à covid-19

Executivo reforça fiscalização nas obras.

Especial Coronavírus

A ministra da Saúde Marta Temido garantiu este domingo, na conferência de imprensa de balanço da covid-19 em Portugal, que o Estado continua a adquirir equipamentos necessários para o combate à pandemia.

Um dia depois das manifestações anti-racismo que juntaram milhares de pessoas em todo o país, a ministra da Saúde apelou também à responsabilidade e ao civismo de todos.

Marta Temido reconhece o direito à manifestação e a importância da causa, mas sublinha que é preciso cumprir as regras das autoridades de saúde em tempo de pandemia.

A nova estratégia para combater a covid-19 em Lisboa e Vale do Tejo

As autoridades de saúde vão adotar uma nova estratégia no combate à covid-19 na região e Lisboa que passa pelo acompanhamento mais focado nos casos positivos, depois da fase de rastreios para detetar focos da doença.

Marta Temido sublinha que após semanas "muito intensas de rastreio generalizado" a determinadas atividades e grupos profissionais, que permitiram detetar a concentração de casos, o "foco vai agora deslocar-se para outra área".

"Parece-nos que devemos agora transitar para um trabalho mais focado em casos concretos sintomáticos", afirmou a ministra da Saúde, que destacou a importância da metodologia "intensiva de rastreio" entretanto seguida.

A prioridade é agora "concentrar esforços" no acompanhamento dos casos nos locais onde as pessoas infetadas moram, onde estão a fazer os seus confinamentos "e de outras informações de contactos que podem ser recolhidas", realçou.