Coronavírus

Marcelo, rei Felipe VI, Costa e Sánchez juntos na reabertura de fronteiras a 1 de julho

Cerimónia na fronteira de Caia-Badajoz.

Especial Coronavírus

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o rei Felipe VI, e os primeiros-ministros português, António Costa, e espanhol, Pedro Sánchez, vão estar juntos na reabertura das fronteiras entre Portugal e Espanha, dia 01 de julho, avança o jornal Expresso

A cerimónia terá lugar entre Caia e Badajoz, estando previsto que as comitivas portuguesa e espanhola se encontrem na fronteira e a cruzem para o lado de Espanha, para uma receção, e em seguida passem para o lado de Portugal, para um almoço, adiantou a mesma fonte.

Devido à pandemia de covid-19, as fronteiras terrestres entre Portugal e Espanha foram encerradas às 23:00 do dia 16 de março (00:00 de dia 17 em Espanha), com nove pontos de passagem exclusivamente destinados ao transporte de mercadorias e a trabalhadores que tenham que se deslocar por razões profissionais, em termos definidos em conjunto pelos dois países.

O Governo de Espanha começou por anunciar a reabertura das fronteiras com Portugal para o dia 22 de junho, anúncio a que o Governo português reagiu com surpresa, tendo sido depois acertado o dia 01 de julho.

Vírus já matou mais de 422 mil pessoas e infetou mais de 7,5 milhões no mundo

A pandemia matou mais de 422.851 pessoas e infetou mais de 7,5 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo um balanço da agência AFP, às 19:00 TMG desta sexta-feira, baseado em dados oficiais.

De acordo com o balanço da agência noticiosa francesa, às 19:00 TMG (20:00 de Lisboa) de hoje, 7.569.860 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia, em dezembro passado, na cidade chinesa de Wuhan, dos quais pelo menos 3.384.300 são considerados curados.

Contudo, alerta a AFP, o número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do total real de infeções, já que alguns países estão a testar apenas os casos graves com internamento hospitalar, enquanto outros usam o teste como uma prioridade para o rastreamento e muitos estados pobres têm capacidade limitada de rastreamento.

Desde a contagem às 19:00 TMG de quinta-feira, 5.007 novas mortes e 131.826 novos casos foram registados em todo o mundo.

Os países com mais mortes nas últimas 24 horas são o Brasil, com 1.239, os Estados Unidos (856) e o México (587).

1.505 mortes e mais de 36 mil casos em Portugal

Portugal regista 1.505 mortes e 36.180 casos de Covid-19 desde o início da pandemia, segundo os dados de sexa-feira da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O número de óbitos subiu, de quinta para sexta-feira, de 1.504 para 1.505, mais uma, enquanto o número de infetados aumentou de 35.910 para 36.180, mais 270, o que representa um aumento de 0,7%.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global

  • 14:18
  • 2:34