Coronavírus

Covid-19: Itália propõe testes médicos "à chegada e partida" nos aeroportos

Guglielmo Mangiapane

Medida proposta aos países do G20.

Especial Coronavírus

O ministro da Saúde de Itália, Roberto Speranza, propôs esta sexta-feira aos países que fazem parte do G20 que imponham "testes recíprocos" nos aeroportos no sentido de detetar casos de covid-19 nos pontos de chegada e saída de passageiros.

O ministro italiano participou no Conselho Informal dos ministros da Saúde do G20 através de videoconferência tendo proposto o "uso de testes rápidos nos aeroportos para viajantes em trânsito, à chegada e à partida".

Além da proposta sobre os testes nos aeroportos, Speranza defendeu uma maior rapidez no processo de compra de "todas as vacinas competitivas" desenvolvidas pelas diferentes tecnologias.

"A coordenação de estratégias de prevenção a nível europeu é um dos pilares da luta contra o coronavírus. Apenas estando juntos será possível sairmos desta dramática crise sanitária", acrescentou o ministro italiano.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros do G20, reunidos através de meios remotos, e sob a presidência rotativa da Arábia Saudita mostraram-se favoráveis à reabertura das fronteiras como medida capaz de ajudar a enfrentar os efeitos da pandemia de SARS CoV-2 na economia mundial.