Coronavírus

Portugal tem 290 surtos de covid-19

Rafael Marchante

A maioria dos surtos encontra-se na região Norte.

Especial Coronavírus

Portugal tem 290 surtos ativos de covid-19, a maioria na região Norte, com o índice médio de contágio a fixar-se em 1,15 na semana passada, indicou hoje a ministra da Saúde, Marta Temido.

A titular da pasta da saúde falava na habitual conferência de imprensa da Direção-Geral da Saúde, em Lisboa, para balanço da situação epidemiológica da covid-19 no país.

Dos 290 surtos de infeção ativos, 146 situam-se na região Norte, 95 em Lisboa e Vale do Tejo, 20 no Centro, 17 na Região Autónoma dos Açores e 11 no Alentejo.

De acordo com estimativas do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, citadas pela ministra, o indicador médio do valor Rt (índice de transmissão) situava-se, entre 07 e 11 de setembro, em 1,15, traduzindo-se em 623 novos casos de infeção por dia.

No mesmo período, o índice de transmissão mais elevado esteve na região do Alentejo (1,53) e o mais baixo no Algarve (1,1).

Nos últimos sete dias, a taxa de incidência de covid-19 esteve nos 39,7 casos por cem mil habitantes, enquanto nos últimos 14 dias foi de 68 casos/100 mil habitantes.

Mais 3 mortes e 605 novos casos de Covid-19 em Portugal

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou no boletim desta quarta-feira a existência de um total de 1.878 mortes e 65.626 casos de covid-19 em Portugal desde o início da pandemia.

O número de mortes subiu de 1.875 para 1.878, mais 3 do que na terça-feira, todas na região de Lisboa e Vale do Tejo

O número de infetados aumentou de 65.021,para 65.626 mais 605.

Nas últimas 24 horas registaram-se mais 4 internamentos, aumentando para 482 o número de pessoas com covid-19 internadas nos hospitais, enquanto os doentes nas unidades de cuidados intensivos são mais 2, num total de 61.

De ontem para hoje recuperarm 166 doentes, pelo que 44.528 pessoas já superaram a infeção desde o início da pandemia em Portugal.

Em vigilância estão 37.287 contactos, mais 332 do que na terça-feira.