Coronavírus

Universidade de Oxford desenvolve testes capazes de identificar covid-19 em menos de cinco minutos

Handout .

A grande vantagem deste teste rápido é ser capaz de distinguir o coronavírus de outros vírus com alta precisão.

Especial Coronavírus

Os cientistas da Universidade de Oxford, no Reino Unido, desenvolveram um teste rápido capaz de identificar um caso de coronavírus em menos de cinco minutos, reveleram os investigadores na quinta-feira, acrescentando que o teste pode ser utilizado em aeroportos e empresas.

A Universidade afirma que espera iniciar o desenvolvimento do dispositivo de teste no ínicio de 2021. A ferramenta é capaz de detetar um caso de coronavírus e distingui-lo de outros vírus com alta precisão.

"O nosso método deteta rapidamente partículas virais", disse o professor Achilles Kapanidis, do Departamento de Física de Oxford, que também explicou que o teste seria "simples, extremamente rápido e económico".

Os testes rápidos à covid-19 são vistos como a chave na implementação de testes em massa. Os que já estão em uso são rápidos e baratos, mas menos precisos do que os testes PCR existentes.

Embora o dispositivo de Oxford só esteja pronto no próximo ano, os testes podem ajudar a controlar a pandemia ainda a tempo do próximo inverno. Importa lembrar que as autoridades de saúde têm alertado para a necessidade de aprender a viver com o coronavírus, mesmo que uma vacina seja desenvolvida.

"Uma preocupação significativa para os próximos meses de inverno são os efeitos imprevisíveis da circulação do SARS-CoV-2 com outros vírus respiratórios sazonais", disse Nicole Robb, da Warwick Medical School.

"Nós mostramos que o nosso ensaio (teste) pode distinguir com segurança diferentes vírus em amostras clínicas, um desenvolvimento que oferece uma vantagem crucial na próxima fase da pandemia."