Coronavírus

Covid-19 em Portugal. Número de mortes quase duplicou na segunda vaga

Rafael Marchante

Infeções diárias também têm sido superiores às da primeira vaga.

Saiba mais...

O número de mortes por covid-19 em Portugal quase duplicou na segunda vaga da pandemia.

O jornal Público escreve esta quinta-feira que, nos primeiros cinco meses da pandemia Portugal, registou 1.735 mortes por covid 19.

Já entre o início de agosto e dezembro, o número de óbitos quase duplicou. Perderam a vida 3.229 pessoas.

Nesta segunda fase, o número de infeções diárias de covid-19 também tem sido superior, em especial nas faixas etárias mais idosas.

De acordo com os dados do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças, a mortalidade pelo coronavírus está a ser maior no outono do que a primavera em 17 países da União Europeia. No caso da República Checa, por exemplo, o número de vítimas mortais aumentou 20 vezes.

NOVO ESTADO DE EMERGÊNCIA EM VIGOR COM MAIORES RESTRIÇÕES EM 113 CONCELHOS

O novo período do estado de emergência em Portugal, que vigora até 23 de dezembro, iniciou-se às 00:00 desta quarta-feira, com um total de 113 concelhos do continente em risco de transmissão de covid-19 extremamente elevado ou muito elevado.

No sábado passado, o primeiro-ministro, António Costa, disse que a estratégia do Governo é manter o esquema que está já em vigor até ao Natal, reduzindo depois um pouco as restrições nas festas.

No caso do Natal e do Ano Novo, as medidas também já anunciadas serão sujeitas a avaliação no dia 18 para confirmar a tendência de melhoria da pandemia de covid-19.

Em novembro, o executivo tinha já dividido os 278 municípios do continente em quatro grupos, consoante o nível de risco de transmissão - moderado, elevado (entre 240 e 480 casos por 100 mil habitantes), muito elevado (entre 480 e 960) e extremamente elevado (mais de 960). As listas podem ser consultadas neste site.

Veja também: