Coronavírus

Covid-19. Testes rápidos "traduzem falsa esperança" 

Matemático Henrique Oliveira estima aumento de mortes com alívio das medidas no Natal.  

Saiba mais...

Henrique Oliveira, matemático e professor do Instituto Superior Técnico, estima que o alívio das medidas do estado de emergência na época do Natal pode provocar entre 800 e 1.500 mortes.

"A previsão que fazemos é de 800 a 1.500 óbitos devido à abertura do Natal"

Em entrevista à SIC Notícias, o matemático aponta como principal fator a deslocação de pessoas entre concelhos.

Sobre os testes rápidos feitos antes do Natal, Henrique Oliveira alerta que podem dar uma falsa sensação de segurança e pede que as pessoas sejam responsáveis.

"Para certas famílias pode ser terrível, porque a pessoa vai com a falsa sensação de segurança, chega a casa, beijinhos a toda a gente e muita gente fica contagiada"

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros