Coronavírus

Governo prepara o país para avançar com restrições já na terça-feira

Ana Geraldes

Ana Geraldes

Jornalista

Pedro Cardoso

Pedro Cardoso

Repórter de Imagem

António Costa não descarta confinamento "do tipo" de março .

Saiba mais...

O Conselho de Ministros era para determinar medidas para o estado de emergência que foi renovado, por uma semana, para esperar mais uns dias por dados mais sólidos da evolução da pandemia no período do Natal e Ano Novo.

Mas o Governo joga desde já "à cautela" e depois de dois dias com números de novos contágios muito elevados, prepara o país para mais restrições na próxima semana. E sem que o atual período termine - o que acontece no dia 15 - e um novo decreto do Presidente seja enviado para o Parlamento e votado.

António Costa diz que "cada dia conta" e admite que, logo a seguir à avaliação da próxima terça-feira pelos peritos no Infarmed, haja a adoção de novas medidas. Quais?

O primeiro-ministro não antecipa, mas vai dizendo que tendo em conta as que existem, "um passo mais" é um conjunto de medidas "do tipo de março", mais gerais e menos específicas.

Para já, é praticamente para todo território - apenas à exceção de 25 concelhos com incidência abaixo dos 240 novos casos - que o Governo impõe o recolher obrigatório a partir das 13h e proibição de circulação entre concelhos no próximo fim-de-semana.

No final da reunião do Conselho de Ministros desta quinta-feira, António Costa disse ainda ter "esperança" de que os números baixem nos próximos dias e a situação que considera de um claro "agravamento", possa afinal não ser tão grave e o grau de restrições não tenha de ser elevado.

  • 4:11