Coronavírus

Covid-19. Vários hospitais da região de Lisboa estão transferir doentes

Os médicos temem que nem o SNS nem o profissionais de saúde consigam dar resposta à escalada de casos.

Saiba mais...

A Ordem dos Médicos responsabiliza o Governo pelo aumento do número de casos de covid-19 e teme pela rutura no Serviço Nacional de saúde. Os hospitais estão a ficar cada vez mais pressionados e já há doentes a serem transferidos para outras regiões do país.

Ao hospital São João já terão chegado cinco doentes oriundos do Beatriz Ângelo, em Loures. Também o Amadora-Sintra já transferiu cinco doentes para o Santo António e cinco para Gaia.

O Santa Maria subiu o nível de contingência devido ao aumento do número de casos. O hospital Lisboa Central – que inclui o Curry Cabral, o S. José e o Dona Estefânia – está a atingir o limite de capacidade das 221 camas alocadas para doentes covid-19. Apenas 20 que estão livres

A situação preocupa os médicos que temem que nem o Serviço Nacional de Saúde (SNS) nem os profissionais consigam dar resposta à escalada do número de casos registada nos últimos dias.

Para evitar uma rutura total dos serviços, os profissionais de saúde consideram fundamental manter a vigilância dos casos ativos e não descurar as regras sanitárias.