Coronavírus

Comerciantes estão mais preparados para enfrentar confinamento do que em março

Desta vez, os restaurantes vão apostar em take away e entregas ao domicílio enquanto as lojas viram-se para as vendas online.

Especial Coronavírus

Com o novo confinamento, muitas lojas e espaços de restauração vão voltar a encerrar. O primeiro confinamento, em março, levou muitos comerciantes a repensar o modo de venda, a fazer investimentos e alguns ajustes aos seus negócios.

Centros comerciais, espaços de restauração e lojas de rua vivem momentos complicados que requerem novas medidas. Para muitos comerciantes, o primeiro confinamento trouxe alguns ensinamentos e, por isso, vão apostar no novo take away e em entregas ao domicílio.

Nas lojas de vestuário, ainda em tempo de saldos e promoções, já começam a chegar peças da novas coleções. A solução para combater o fecho passa por fotografar as peças nova e realizar diretos com as roupas nas redes sociais. As encomendas são feitas por telefone ou online.

No dia em que são anunciadas as novas regras, os comerciantes pedem aos portugueses que continuem a comprar, nem que seja online.

Consulte aqui as novas medidas do estado de emergência