Coronavírus

Ministra do Trabalho testou positivo para a covid-19

ANTÓNIO PEDRO SANTOS

O ministro do Ambiente e o ministro do Mar estão em isolamento profilático.

Especial Coronavírus

A Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, testou positivo à covid-19, anunciou em comunicado o gabinete do primeiro-ministro.

"A Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social testou positivo à COVID 19. Tem sintomas ligeiros e encontra-se em confinamento domiciliário, sendo substituída pelo Secretário de Estado Adjunto, do Trabalho e da Formação Profissional", Miguel Cabrita.

Ana Mendes Godinho está em isolamento desde a passada segunda-feira, pelo que participou no Conselho de Ministros de ontem por videoconferência.

Ministro do Ambiente está em isolamento profilático

"O ministro do Ambiente e da Ação Climática [João Pedro Matos Fernandes] e o Ministro do Mar [Ricardo Serrão Santos] estão em isolamento profilático, determinado pelas autoridades de saúde".

Ambos participaram também por videoconferência na reunião do Conselho de Ministros, encontrando-se a trabalhar à distância.

"Os testes à covid-19, entretanto realizados, deram resultado negativo", revela o gabinete de António Costa.

João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente, visita a Mata Nacional de Leiria para se inteirar dos trabalhos de recuperação florestal depois do incêndio de 2017.

João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente, visita a Mata Nacional de Leiria para se inteirar dos trabalhos de recuperação florestal depois do incêndio de 2017.

Paulo Cunha

As novas medidas do estado de emergência

O primeiro-ministro anunciou esta quarta-feira as novas medidas de confinamento geral, ao abrigo do projeto de decreto presidencial de estado de emergência.

António Costa reiterou que as medidas de confinamento geral, que entram em vigor a partir das 00:00 de 15 de janeiro, sexta-feira, estão projetadas para vigorar um mês, mas adiantou que o Governo vai reavaliá-las dentro de 15 dias.

Portugal com 156 mortes e 10.556 casos de covid-19 em 24 horas

Na quarta-feira, Portugal registou mais 156 mortes relacionadas com a covid-19 e 10.556 novos casos de infeção com o novo coronavírus, os valores diários mais elevados desde o início da pandemia, segundo o boletim Direção-Geral da Saúde.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 8.236 mortes e 507.108 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando esta quarta-feira ativos mais 5.940 casos, num total de 116.328.

Quanto aos internamentos hospitalares, o boletim epidemiológico da DGS revela que estão internados 4.240 doentes, mais 197 em relação a terça-feira, das quais 596 em cuidados intensivos, menos 3.

Pandemia já matou quase 1,98 milhões pessoas no mundo

A covid-19 já matou pelo menos 1.979.596 pessoas no mundo e infetou 92.321.290 desde o início da pandemia, em dezembro de 2019, segundo o levantamento realizado hoje pela agência de notícias AFP de fontes oficiais.

Pelo menos 56.637.400 pessoas já foram consideradas curadas.

Na quarta-feira, 16.024 novos óbitos e 725.790 novos casos foram registados em todo o mundo.

Os países que registaram o maior número de novas mortes em seus levantamentos mais recentes são os Estados Unidos com 3.912 novas mortes, Reino Unido (1.564) e Brasil (1.274).

Links úteis

Mapa com os casos a nível global