Coronavírus

Amadora-Sintra já tinha iniciado obras para evitar falha na rede oxigénio

Obras devem estar concluídas dentro de dias.

Saiba mais...

A decisão de transferir doentes covid do Amadora-Sintra, esta terça-feira, deveu-se a uma falha na rede de oxigénio que entrou em sobrecarga.

A possibilidade de uma falha na rede de distribuição de oxigénio tinha sido antecipada. O hospital já tem em curso obras que farão com que o circuito distribuição de oxigénio das urgências seja independente daquele que passará a servir as enfermarias.

Os trabalhos devem estar concluídos dentro de dias.