Coronavírus

Variante brasileira em Portugal. É mais contagiosa e tem um "maior potencial de gravidade"

Entrevista SIC Notícias

Diretor médico da Unilabs e especialista em Medicina Interna e Cuidados Intensivos, António Maia Gonçalves, em entrevista na Edição da Noite.

Saiba mais...

António Maia Gonçalves, diretor médico da Unilabs e especialista em Medicina Interna e Cuidados Intensivos, disse na Edição da Noite que a Unilabs usou sondas de "alta especificidade" para detetar estes casos, como aconteceu quando detetaram os primeiros casos da variante inglesa.

O especialista realçou que a variante brasileira do coronavírus é mais contagiosa e tem um "maior protencial de gravidade da infeção".

Na Edição da Noite, disse que, depois de detetarem o gene, a Unilabs contactou as autoridades de saúde. A sequenciação está a ser feita neste momento, explicou o especialista.

"É um processo que amanhã estará terminado e poderá confirmar a variante", disse.

O responsável do laboratório que detetou a variante disse que a probabilidade da confirmação é "muito alta", uma vez que se trata de um "teste robusto" com a utilização de uma "sonda específica".

Os dois casos da variante brasileira, que é altamente contagiosa, foram descobertos esta quarta-feira. Tratam-se de casos da região da Grande Lisboa.

  • 3:13