Coronavírus

Covid-19. Com redução global de infetados e mortes, OMS pede vacinação mais rápida

Kamil Krzaczynski

Diretora do departamento de Saúde Pública da OMS, Maria Neira, diz que é preciso descobrir o que falhou para "não repetir os mesmos erros".

Saiba mais...

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou esta terça-feira que é fundamental acelerar a vacinação contra a covid-19, destacando a redução do número de novos casos, que se manifesta há seis semanas por todo mundo.

A diretora do departamento de Saúde Pública da OMS, Maria Neira, considerou que a evolução é positiva, mas tem que ser olhada "com prudência".

O caminho, defendeu, é "continuar com as medidas para travar os contágios, que são muitas, e aplicá-las de forma estratégica e inteligente".

"Vemos que a curva está a começar a baixar, o que acontece pela sexta semana. Quanto à mortalidade, também se vê que começa a baixar, embora tenha começado três semanas depois da redução de casos", indicou durante um congresso sobre segurança alimentar.

O próximo passo será "ver se se pode acelerar a vacinação e se as novas vacinas permitem vacinar em grande escala", destacou, ressalvando que é preciso analisar quais são os problemas estruturais a resolver para preparar a reação a uma próxima pandemia.

A responsável da OMS defendeu que será preciso descobrir o que falhou para "não repetir os mesmos erros" e apontou a colaboração internacional como um dos aspetos a melhorar.

"Temos que refletir sobre a nossa vulnerabilidade como sociedade. Acabámos de chegar a Marte mas, ao mesmo tempo, temos pés de barro em questões como o contágio por um vírus", declarou.

Veja também:

  • 3:19