Coronavírus

Covid-19. Ordem dos Médicos defende administração da vacina da AstraZeneca a maiores de 65 anos

A decisão vai contra as indicações avançadas pela Direção-Geral de Saúde.

Saiba mais...

A Ordem dos Médicos e o Gabinete de Crise para a covid-19 apostam na administração da vacina da AstraZeneca aos cidadãos com mais de 65 anos. O resultado do estudo realizado na Escócia, que demonstra a eficácia desta vacina, ajudou a sustentar a decisão.

A investigação escocesa avaliou as vacinas da Pfizer e da AstraZeneca e concluiu que, um mês depois da toma da primeira dose, o risco de hospitalizações por coronavírus diminuiu até 94% com a da AstraZeneca e 85% com a da Pfizer.

No grupo etário das pessoas com mais de 80 anos, o estudo revelou que o número de hospitalizações diminui em cerca de 81%.

O grau de eficácia e evidência científica demonstrados na Escócia sustentam a decisão da Ordem dos Médios que, tal como o Gabinete de Crise para a covid-19, defende agora o alargamento da administração da vacina da AstraZeneca a maiores de 65 anos.

A decisão vai de encontro às indicações da Direção Geral de Saúde (DGS) que anunciou uma administração preferencial da vacina da AstraZeneca a pessoas com menos de 65 anos.

  • 2:55