Coronavírus

Desconfinamento. Especialistas aconselham adiar reaberturas 

Especialistas temem efeitos da Páscoa e da segunda fase de desconfinamento.  

Saiba mais...

O Governo decide esta quinta-feira, em Conselho de Ministros, se mantém ou não o calendário de desconfinamento.

Os especialistas aconselham cautela e sugerem o adiamento da terceira fase, agendada para a próxima segunda-feira.

Como solução, o Executivo até poderá fazer algumas alterações ao plano, como por exemplo, determinar tratamento diferenciado para os concelhos com um maior índice de transmissibilidade.

O plano de desconfinamento do executivo prevê quatro fases de reabertura - duas já avançaram a 15 de março e 5 de abril - , a próxima será na segunda-feira, 19 de abril, e a última em 3 de maio.

As medidas podem ser revistas se Portugal ultrapassar os 120 novos casos de infeção com o novo coronavírus por 100 mil habitantes em 14 dias ou, ainda, se o índice de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 ultrapassar 1.

O QUE ESTÁ PREVISTO:

Na próxima segunda-feira, está previsto o regresso das aulas presenciais no ensino secundário e no superior, a reabertura de todas as lojas e centros comerciais, bem como de cinemas, teatros, auditórios e salas de espetáculos.

Deverão também reabrir os restaurantes, cafés e pastelarias, embora com um máximo de quatro pessoas nas meses no seu interior ou seis, por mesa, em esplanadas. Estarão abertos até às 22:00 durante a semana e até às 13:00 ao fim de semana e feriados.

As Lojas do Cidadão deverão abrir com atendimento presencial por marcação, regressam as modalidades desportivas de médio risco e a atividade física ao ar livre até seis pessoas e os ginásios sem aulas de grupo.

O plano prevê ainda a realização de eventos exteriores com diminuição de lotação e casamentos e batizados com 25% da respetiva capacidade de acolhimento.

  • 2:19