Coronavírus

Há oito concelhos que não avançam para a última fase do atual plano de desconfinamento

No concelho de Odemira o Governo decretou um cordão sanitário às freguesias de São Teotónio e Almograve.

Oito concelhos dos 278 existentes em Portugal continental não avançam para esta quarta e última fase.

Entre avanços e recuos, Portimão e Aljezur não acompanham o país na próxima fase de desconfinamento. O número de casos obrigou a marcha atrás, uma decisão que preocupa quem vive do turismo.

O passo atrás atinge os concelhos de Carregal do Sal e Resende, onde a Páscoa causou estragos, mas neste momento, os moradores consideram que já não há razão para continuarem a ser penalizados.

Nestes avanços e recuos há mais concelhos com a vida a diferentes velocidades, como Paredes, Valongo e Miranda do Douro. Mas o caso mais radical é mesmo Odemira, onde o Governo decretou um cordão sanitário às freguesias de São Teotónio e Almograve. No entanto, às restantes freguesias deste concelho do distrito de Beja aplicam-se as regras previstas na quarta fase do plano de desconfinamento, a aplicar a partir de sábado.

Entre os 270 concelhos que avançam no desconfinamento estão Rio Maior e Moura, dois dos quatro concelhos que há 15 dias tinham recuado para a primeira fase.

Veja também:

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros