Coronavírus

Algarve espera receber cinco mil turistas britânicos por dia ao longo da semana

No primeiro dia com luz verde às viagens não essenciais, os hotéis da região algarvia começaram a sentir os efeitos.

Saiba mais...

Milhares de turistas regressaram esta segunda-feira a Portugal, no primeiro dia em que o país começou a receber viagens não essenciais vindas do Espaço Schengen (Liechtenstein, Noruega, Islândia e Suíça), Reino Unido e União Europeia.

Ao longo da semana, só no Algarve são esperados, em média, mais de cinco mil britânicos por dia. Hoje, a maior parte dos voos que aterraram em Faro vinham do Reino Unido.

No primeiro dia com luz verde às viagens não essenciais, os hotéis da região algarvia começaram a sentir os efeitos.

À ilha da Madeira também chegaram voos vindos do Reino Unido. Esta segunda-feira foram quatro, mas a ideia é reforçar a oferta, uma vez que a procura britânica deve aumentar a partir de junho.

À chegada a Portugal, há um controlo para verificar o comprovativo de teste negativo à covid-19, obrigatório para este retomar do turismo.

PAÍSES NA LISTA DE RESTRIÇÕES IMPOSTAS POR PORTUGAL

O Governo anunciou que vai manter as medidas restritivas aplicáveis ao tráfego aéreo e aos navios cruzeiros até ao fim de maio, com exceção para países com menos de 500 casos por 100 mil habitantes.

África do Sul, Brasil e Índia e, na União Europeia, o Chipre, Croácia, Lituânia, Países Baixos e Suécia são a partir desta segunda-feira os países que se mantêm na lista de restrições impostas por Portugal, uma vez que são países "com uma taxa de incidência igual ou superior a 500 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias".

Segundo um comunicado de imprensa do Ministério da Administração Interna (MAI), os passageiros originários destes países "só podem realizar viagens essenciais e têm de cumprir, após a entrada em Portugal continental, um período de isolamento profilático de 14 dias, no domicílio ou em local indicado pelas autoridades de saúde".