Coronavírus

Índice de transmissibilidade (Rt) e taxa de incidência voltam a subir

MIGUEL A. LOPES / LUSA

Índice Rt nacional está a subir desde 12 de maio.

O índice de transmissibilidade (Rt) do coronavírus SARS-Cov-2 em Portugal subiu hoje para 1,03 assim como a incidência de casos de infeção por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias que aumentou para 52,6.

Desde o dia 12 de maio que o Rt nacional regista uma subida, estando acima de 1 desde 17 de maio.

Os números anteriores destes indicadores, divulgados na quarta-feira, indicavam um Rt de 1,02 e uma incidência de 51,4 casos por 100.000 habitantes.

No boletim epidemiológico conjunto da Direção-Geral da Saúde e do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) divulgado hoje, os números relativos apenas a Portugal continental revelam que o Rt também subiu de 1,01 para 1,03, sendo ainda registada uma subida de 48,3 para 49,5 em relação ao valor médio de novos casos de infeção por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias.

Os dados do Rt e da incidência são atualizados à segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira.

Os dois critérios para avaliar o processo de desconfinamento

Estes indicadores -- o índice de transmissibilidade do vírus e a taxa de incidência de novos casos de covid-19 -- são os dois critérios definidos pelo Governo para avaliar o processo de desconfinamento iniciado a 15 de março.

Portugal com mais 3 mortes e 559 novos casos de covid-19 em 24 horas

Portugal contabiliza esta sexta-feira mais 3 mortes e 559 novos casos de covid-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 17.017 mortes e 844.288 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando esta sexta-feira ativos 22.287 casos, mais 94 em relação a ontem.

Pessoas com mais de 30 anos podem começar a ser vacinadas em junho

O processo deverá decorrer em simultâneo com a vacinação dos maiores de 40 e 50 anos, uma vez que o volume de vacinas "é muito grande".

A garantia é do coordenador da task force, Henrique Gouveira e Melo.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros