Coronavírus

Ordem dos Médicos apreensiva com mudanças na matriz de risco: "Rt aparentemente desapareceu"

Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos, em entrevista à SIC Notícias, defende a inclusão de critérios de gravidade e da cobertura vacinal na matriz de risco.

Saiba mais...

A Ordem dos Médicos manifestou-se apreensiva com as mudanças na matriz de risco que fundamentam as novas fases de desconfinamento e defende a inclusão de critérios de gravidade e da cobertura vacinal.

Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos, em entrevista à SIC Notícias, diz que o "plano de desconfinamento do Governo não refere em lado nenhum o chamado Rt", algo que não consegue compreender, por considerar que é um indicador importante.

"Aparentemente o Rt desapareceu da matriz de risco e nós defendemos que deve continuar. É um indicador importante e usado em praticamente todo lado."

Outros pontos que o bastonário considera que deveriam ser incluídos são a taxa de positividade dos testes e os critérios de gravidade. Assim como defende a introdução da cobertura vacinal, "que veio mudar de forma importante o que está a acontecer neste momento no combate à doença". Miguel Guimarães entende ainda ser relevante ter a ideia de como as variantes estão a circular.

Portugal "está perto de atingir a imunidade de grupo", diz Miguel Guimarães, e por isso acredita que é agora que devem ser aplicadas as medidas que "têm de ser aplicadas".

Veja também: