Coronavírus

Covid-19: Bélgica inicia na quarta-feira a emissão de cerificados digitais Covid-19

POOL New

O ministro federal da Saúde confirmou que está em preparação um quadro jurídico.

Saiba mais...

A Bélgica vai começar a emitir na próxima semana o Certificado Digital Covid-19 da União Europeia (UE), ao mesmo tempo que caminha para a classificação laranja no mapa da pandemia, segundo noticia desta sexta-feira do diário Le Soir.

A partir de dia 16, os cidadãos belgas poderão aceder ao certificado covid-19 da UE, que atestará a administração de uma ou duas doses de uma vacina contra a doença, o resultado negativo de um teste PCR realizado com pelo menos 72 horas de antecedência ou que recuperaram da doença, devendo a pessoa fazer prova de um de teste positivo com data de 11 a 180 dias.

O ministro federal da Saúde, Frank Vandenbroucke, confirmou que está em preparação um quadro jurídico, adiantando que uma campanha de informação sobre o certificado será lançada também na quarta-feira.

Entretanto, a taxa de contaminação tem mantido uma tendência em baixa e, se esta se mantiver, a Bélgica poderá apresentar uma incidência de casos acumulados de infeção pelo novo coronavírus de menos de 150 casos por 100 mil habitantes em duas, o que permite baixar de vermelho para laranja no mapa do Centro Europeu para a Prevenção e Controlo das Doenças.

A Alemanha, Áustria, Bulgária, Croácia, Dinamarca, Espanha, Estónia, Grécia, Letónia, Polónia e República Checa estão já ligados à plataforma europeia do certificado digital, que permite verificar os documentos emitidos noutros Estados-membros, facilitando as deslocações no espaço europeu.

Veja também:

  • Colin Powell: o último republicano moderado

    Mundo

    Serviu os últimos três Presidentes republicanos pré-Trump (Reagan, Bush pai, Bush filho) e ajudou a moldar a política externa da direita clássica na viragem do século. A partir de Obama, apoiou sempre os democratas, numa sólida barragem ao populismo demagógico, que sempre recusou. Era patriota, bravo, mas sempre racional. Vai fazer muita falta.

    Opinião

    Germano Almeida