Coronavírus

Covid-19. “Evitamos fazer recuos, mas se o contexto exigir assim o faremos”

A ministra da Saúde alerta que não há “receitas milagrosas” para conter o vírus.

Saiba mais...

A ministra da Saúde voltou a avisar esta terça-feira que o Governo quer evitar recuos no desconfinamento, mas que se o contexto o exigir, não hesitará em aplicar novas medidas de contenção ou até mesmo um travão no processo de desconfinamento.

Marta Temido relembra que as consequências da doença a longo prazo ainda não são conhecidas e diz-se preocupada com a variante Delta, associada à Índia, dada a sua maior transmissão e resistência a uma dose da vacina.

Sobre as projeções que indicam a possibilidade de Portugal registar dois mil casos diários na segunda quinzena de julho, a ministra afirma que estão a ser feitos todos os esforços para tentar inverter essa tendência de crescimento.

"Por isso tomámos uma medida difícil no fim de semana passado, mas que visava conter a transmissão em Lisboa e Vale do Tejo, porque é aqui que está proeminente a variante Delta. Vamos ter que continuar a fazer este esforço por equilibrar vacinação, testagem, medidas. Não há receitas milagrosas”, conclui.