Coronavírus

Covid-19. O que precisa de saber para poder entrar em restaurantes ou hotéis

Medida na restauração aplica-se apenas nos concelhos de risco. Nos hotéis aplica-se em todo o país.

Saiba mais...

A situação da pandemia em Portugal agravou-se. Só esta semana, a média diária de casos subiu 54%. O número de concelhos no patamar de risco mais elevado subiu de 19 para 33. Acabam, no entanto, as limitações às entradas e saídas da Área Metropolitana de Lisboa, uma vez que a variante Delta está já presente em todo o território nacional.

A grande novidade que saiu do conselho de ministros desta tarde é a nova regra que exige o certificado digital ou um teste negativo para a entrada em hotéis de todo o país e para o acesso ao interior de restaurantes, ao fim de semana, nos concelhos de risco mais elevado.

Uma medida que vai permitir aos estabelecimentos voltar a funcionar até às 22:30 aos fins de semana e feriados. Para poderem servir refeições no interior passam a ter de exigir a apresentação do certificado ou um teste negativo.

A medida não se aplica às esplanadas, mas apenas ao acesso ao interior do restaurante.

Que testes são aceites?

Para além dos testes PCR feitos até 72 horas antes e dos testes de antigénio realizados em laboratório até 48 horas antes, o Governo anuncia que, para facilitar este processo, os autotestes passam a ser aceites e vão a estar à venda nos supermercados.

A nova regra só não se aplica a crianças até aos 12 anos e aos funcionários dos estabelecimentos.

A fiscalização vai ser feita pela ASAE e pelas forças de segurança. O incumprimento pode valer uma multa até 500 euros para os clientes e até 10 mil para os donos dos hotéis e restaurantes.