Coronavírus

Novas medidas "vão criar algum problema, não sei como vão funcionar na prática", diz autarca de Faro

Passa a ser obrigatório certificado ou teste negativo para restaurantes às sextas à noite e fins de semana e para estabelecimentos turísticos. 

Saiba mais...

O presidente da Câmara de Faro, um dos concelhos agora em risco muito elevado, tem dúvidas de como a obrigatoriedade de certificado ou teste negativo nos restaurantes vai funcionar na prática.

"Vão criar algum problema, não sei como vão funcionar na prática", afirmou.

Certificado ou teste negativo para restaurantes e estabelecimentos turísticos

O Governo anunciou, esta quinta-feira, que o certificado digital covid-19 vai passar a ser utilizado para permitir o acesso a restaurantes - em concelhos de risco elevado e muito elevado - e a estabelecimentos turísticos e de alojamento local.

No caso dos restaurantes, o certificado será utilizado para aceder ao interior do estabelecimento às sextas-feiras, a partir das 19:00, e aos sábados, domingos e feriados, durante todo o dia. Esta medida pretende levantar as limitações horárias, até agora, impostas ao setor da restauração nos concelhos de maior risco.

No caso dos estabelecimentos turísticos e alojamento local, a obrigatoriedade de apresentar o certificado digital aplica-se a todo país. Desta forma, a restrição de circulação de e para a Área Metropolitana de Lisboa, que tem vigorado nos últimos fins de semana, deixará de ser aplicada.

Para quem não tenha ainda o certificado digital, poderá apresentar um teste negativo à covid-19. O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, explicou que também os autotestes à covid-19 serão aceites para entrar nos restaurantes ou estabelecimentos turísticos, desde que realizados no momento de acesso aos estabelecimentos.

O Governo anunciou ainda que os autotestes à covid-19 passam a ser vendidos nos super e hipermercados, para além das farmácias.

Veja também: