Coronavírus

Covid-19. Inglaterra exige certificado para entrar em discotecas a partir de setembro

Correspondente SIC

Anúncio horas depois de os estabelecimentos de diversão noturna terem reaberto.

Saiba mais...

Inglaterra vai exigir certificado de vacinação para entrar em discotecas, a partir de setembro. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, horas depois de os estabelecimentos de diversão noturna terem reaberto. Isto numa altura, em que o antigo conselheiro-chefe de gabinete de Boris Johnson veio dizer que, no outono do ano passado, Johnson hesitou em proteger os idosos durante a pandemia.

Depois de apontar o dedo ao ex-ministro da Saúde que acusou de ser mentiroso, o ex-conselheiro-chefe do primeiro-ministro aponta agora armas ao antigo patrão.

Na primeira entrevista desde que abandonou o cargo, Dominic Cummings disse que o primeiro-ministro hesitou em impor mais restrições, aquando do último confinamento, porque quase todas as vítimas eram idosos.

Uma polémica que não deverá ficar por aqui. O ex-braço direito de Boris Johnson garante ter mais para dizer.

Entretanto, Inglaterra avança no desconfinamento. Esta segunda-feira, o Royal Albert Hall voltou a encher. Quantas às discotecas, a euforia da reabertura foi sol de pouca dura. A partir de setembro, entradas só com vacinação completa.

O Governo quer que mais jovens sejam vacinados. 35% da população com menos de 30 anos ainda não tomou nenhuma dose.

  • 4:21